segunda-feira, agosto 04, 2008

A Menina que Apanhava a Chuva


(foto de Salih Guler)

Era uma vez uma menina, uma menina assim como eu ou como tu.

Ela acreditava que as nuvens carregavam sonhos, daqueles que caem em gotas de chuva. Essas gotas de sonho ficavam espalhadas por todos aqueles que tinham a coragem de entrar na tempestade.

O truque era saber apanhar as gotas que faziam parte do mesmo sonho. Por isso, andava à procura da água que fazia parte da vida que ela queria materializar. Porque era só disso que ela precisava para ser feliz.

Toda as pessoas pensavam que ela era maluca. Era conhecida por aquelas bandas como a menina que apanhava a chuva.

Mal sabiam eles o que era maluquice!, pensava ela. E ria, ria porque podia rir com a vontade que só ela sabia sentir.

12 comentários:

Bentes disse...

Então e a miúda constipou-se? ;)

Neptuna disse...

.... Bentes, .... eu mais uma vez nem sei que te responda.. mas se calhar isso fica para "a menina que apanhava a chuva II" ... posso começar por aí.. só tu!!!!!!

Neptuna disse...

mais uma vez que apareces por cá.. e fico com o sentimento de que não gostas de nada daquilo que publico..

Bentes disse...

Bem, contra os meus princípios vou fazer um comentário sério e sem sarcasmo porque a menina Neptuna esqueceu-se com quem está a lidar.

Acerca do texto:
Bonito, fluído, íntimo como tudo o que escreves. Cada vez que escreves deixas cair uma gota da tua alma, do que se passa contigo no momento. Não tem regras não tem moldes, não tem leis. Não se pode avaliar. Porque és tu. E quem gosta de ti, gosta de tudo o que partilhas pois deixa vislumbrar um instante do que se passa contigo.

Portanto cara amiga aqui fica o que pensei do que escreveu agora e desde o dia que inaugurou o blog. Pensei também que não era preciso dizer isto porque sabes que sou um fã daquilo que escreves. Agora se me obrigas mais algumas vez a ser sério e lamechas em público, vamos ter chatices.

Beijinho RB.

(esta porra custou... é mais fácil apontar uma máquina e disparar...)

Neptuna disse...

:) és uma verdadeira caixinha de surpresas. obrigada pelo mimo, fiquei comovida com as tuas palavras. gosto de ti cheio de sarcasmo, mas com seriedade também ficas um mimo. Desta vez é que fiquei mesmo sem palavras. obrigada de coração. afinal não é só com imagens que debitas aquilo tudo que se passa dentro de ti.

Beijinho TG

35 disse...

belas palavras e uma bonita imagem.

Lita disse...

Eu até gostaria de deixar um comentário bonito a esta história tão cheia daquilo que te representa... mas após o que li, fiquei sem palavras.

Enfim... está tudo dito. Continua assim, transbordando de essências.
Beijo

Neptuna disse...

Lita... os teus comentários são sempre bonitos.. e este não fica aquém daquilo que tens vindo a comentar.. obrigada!!

Manso disse...

Prometido é devido. Por isso aqui fica o testemunho de que realmente passei por aqui!! eheheh
Agora que recomeçaste, não percas a embalagem...Beijinhos

Neptuna disse...

Amigo Manso! finalmente veio até estas paragens... a propósito, bem podia ficar à espera do teu telefonema para irmos tomar um café.. aiaiai, és sempre o mesmo.. aposto que já não estás pelos algarves... beijinho e obrigada por teres vindo ao blog!

lgjazz disse...

Desta vez não te resisti.
As tuas palavras são gritos sublimes,
doces tempestades
que tocam no mais intimo de nós.
És tu,
simplesmente tu.
Não te resisto.
With love,
LG

Neptuna disse...

:)

que bom ter finalmente um comentário teu aquilo que escrevo...

muito bom, mesmo bom...

vou ficar com um sorriso para o resto do dia..

:D

I´m Speechless
Have a nice day..
Abraço apertado,



TG