sábado, julho 19, 2008

Sede de Mim



Depois de subir-te montanha íngreme,

Depois de me anular e chegar a grão de areia

Grito por atenção e por retorno de qualquer coisa que nem se consegue dar nome


Que nome tenho eu?

De que imagem sou reflexo?

Que vida quero ser eu agora?


Viagem de mim até mim.


Corri tanto,

Cumpri tanto,

Responsabilizei-me tanto...


Entretanto o vazio colou-se, e,

Com ele instalou-se aquele doloroso sentimento que me dá falta de ar e sufoca.


Desapareceu tudo o que tinha à minha volta

E de repente não há nada

Olho o espelho e não me vejo


Os caracóis caem desalinhados

Os sinais já não parecem os mesmos

O verde do olhar deixou a cor do sonho

O sorriso não sorri da mesma forma


Aprender a respirar de novo

Um inspira

Dois expira

E o que me dizem as cartas?,

E os astros o que escrevem agora?


Complexidade, dificuldade, sensibilidade

Os símbolos que me pintam agora quais são?


Tu reclamas de mim.

Onde está a vida que tu eras?


Pressão de me encontrar,

Já a tenho desde ontem.

6 comentários:

Sandra disse...

Está tudo lá... dentro de ti!
E quando não conseguires ver, não hesites em procurar quem veja contigo :)
Parece que passamos a vida á procura de nós mesmos não é?
Relaxa...vais ver que tudo assim se torna mais fácil.
Beijo grande.

Sandra disse...

Tenho saudades tuas... sempre desaparecida!
Descansa os fantasmas e vem tomar café ;)
que tal?

Neptuna disse...

:) Sandrinha..! nem sabes o quanto pensei em ti ontem.. nao arranjei coragem para te desafiar para o café.. a desculpa foi a de sempre: ela deve estar ocupada..

34 disse...

Ontem vi o filme "O lado selvagem" e no fim fiquei com uma sensaçao estranha de lugares comuns e encontros casuais mas ao mesmo tempo reconfortantes.

Neptuna nao sei como dizer mas amei este teu post.

Neptuna disse...

34, obrigada pelos teus comentários e pelas tuas passagens às minhas divagações. ainda não vi o filme, mas a sinopse que li e o teu comentário deixaram-me curiosa..

Sandra disse...

Hoooo,tonta!! Da proxima vez não entres em suposições e telefona a confirmar :) Mas deixa, eu não fico atrás.Também estou á séculos para te ligar... Mil beijos!