segunda-feira, maio 12, 2008

Algodão


Imagens, contextos, linguagens, viagens

Tudo a nu


Gritos

Tecidos, Risos entre algodão


Lume, dá-me

Dás-me?


Silêncio, Silêncios

Construções que nascem do não dito


Palavras,

Interpretações a menos

Elaborações a mais


4 comentários:

Anónimo disse...

Vagueei um pouco pelo teu blog.
Gostei deste título, gostei da mensagem que retirei.
Gostei do Blog.
Estou a pensar criar um blog, também, com meus escritos. Como se perde a timidez perante o mundo?


Beijo, Shiu.

Lita disse...

Fiquei presa nessa tua teia de algodão, um estranho prazer que vagueava entre uma conhecida sensação de... viver????

2 disse...

Quando cruzo contigo
saboreio em silêncio
o teu olhar.

Sabe-me tão bem
esta construção,

não sei do quê.

Sandra disse...

Essa do pedir lume sempre foi uma boa técnica! ;)