quarta-feira, maio 10, 2006

Há Dias Assim



Confesso que estou um pouco irritada, diria até profundamente enraivecida. Dizem que é bom que estes sentimentos aflorem no nosso íntimo, com a delicadeza e subtileza característica dessas emoções. Eu pessoalmente fico mais irritada só de pensar que estou irritada. Quando sinto então que estou irritada, a coisa toma proporções inimagináveis. Pelo menos interiormente. É a isto que os experts denominam de raiva voltada para dentro…

Quando se fala em irritação, penso eu, temos também que falar da direcção que a irritação toma. Ou seja, qual o objecto/alvo dessa irritação. Confuso?


Nós não estamos irritados pela simplicidade e pela leveza que esse sentimento nos proporciona. Estamos irritados, por exemplo, porque uma mosca lembrou-se de existir e passar pelo nosso campo de visão. Ou então, porque houve alguém que fez alguma coisa que nos desagradou (geralmente aquelas pessoas que conhecemos ou julgamos conhecer mais profundamente)... Ou então, porque acordámos com esse sentimento… (mas, para acordar com esse sentimento, alguma coisa andamos a remoer inconscientemente para essa irritação nos despertar logo pela manhã)

Pois bem, hoje fui invadida por uma das minhas pequenas e doces irritações. Daquelas que consomem alguma da minha energia anímica-mental. A que questão que se impõe é: o que fazer então com este extra de energia que me acompanha?

a) Esmurrar a primeira pessoa que esboçar um sorriso simpático e que me trate bem?
b) Contribuir graciosamente para o mal estar geral de todos aqueles com quem estou no dia de hoje? E, permitir assim que esta irritação seja contagiante tal qual como um vírus gripal mutante que suavemente se propaga a uma velocidade vertiginosa?
c) Comprar um saco de boxe e colar uma fotografia de alguém e/ou da situação que me “incomoda”?
d) Fazer uma sessão de relaxamento e visualização? Imaginar que uma luz branca percorre o meu corpo, e que estou sentada numa nuvem felpuda a inspirar essa luz branca e expirar um fumo cinzento correspondente às sensações negativas que estou a guardar no meu intimo…
e) Fingir que afinal não estou assim tão irritada e que não há nada que me esteja a incomodar? ... afinal, é apenas uma pequena comichão no dedo mindinho do pé.
f) Todas as anteriores.
g) Nenhuma das anteriores.

Curiosamente, só o facto de ter "falado" da irritação fez-me sentir bem melhor..

Bem, agora vou trabalhar a minha Assertividade.
Até já.

6 comentários:

Tiago Miranda disse...

E que tal beber uns copos com a malta e dizer umas baboseiras. Nada melhor para relativizar uma irritaçãozinha chata (visão pragmática e básica à engenheiro).

Um beijo.

Tiago aka Tiago

Neptuna disse...

Sim, beber uns copos.. que tal um Barca Velha e/ou um Duas Quintas de Reserva? Onde nos encontramos? ;-)

Sim, essa sugestão pode ser válida. Mas só é eficaz momentaneamente.. Para resultados mais eficazes e consistentes parece que.. a longo prazo tornar-se-ia complicado gerir. Se calhar vou continuar a trabalhar a minha assertividade..

Beijinhos

legna disse...

sugiro mais uma opção:

h) desabafar sobre o assunto! ;)

apesar de a opção c) me passar mtas vezes pela cabeça!!! :D
mas isto são as tendencias agressivas dos "arianos"!!! ;)

mas se levarem adiante essas "Duas Quintas" maravilha(que é uma excelente opção!!!) e as baboseiras, contem com mais uma apreciadora desse tipo de momentos relaxantes... ;)

um beijo...

legna

Neptuna disse...

Legna, essa opção h) soa-me muito bem! Pôr tudo para fora, para não ficar a remoer cá dentro.

Sim, mas convenhamos a C) não é assim tão agressiva.. :) é um pouco.. ok, é agressiva! ;-) As energias de carneiro são mesmo assim impulsivas, agressivas, carregadas de força e de vida.. Viva a espontaneadade, ou então não..!

Bom saber que podemos contar com mais um elemento para participar nessas sessões "terapeuticas" de vinho e "babosices"!

Volta sempre,
Um beijinho!
Neptuna

SAM disse...

Vê lá o que falas dos carneiros, tá?

Escreves mesmo muito bem!!! Gostei mesmo do texto.

Só espero nunca estar na tua lista de possíveis fotos em "c)"... :-p

Neptuna disse...

Sam!

Mais uma vez obrigado pela tua visita. E claro, um muito obrigado pelo elogio. É bom ter feedback e ainda melhor quando ele é positivo.


Quanto a falar mal dos carneiros.. não posso fazer tal coisa. Por vários motivos, sendo um deles o facto de eu ter muitas energias nesse signo (o meu ascedente e mercúrio)... Bem, esta afirmação foi mesmo carneira.. profundamente centrada nas necessidades dela mesma..)


Um beijinho e mais uma vez obrigado!